2.26.2016

Livro | O doador de memórias (Lois Lowry)



O doador de memórias tem uma história muito simples: Jonas mora num lugar onde todo mundo se respeita, não existe desconfianças, mentiras, mágoas e cada pessoa tem uma função social.



Essa função social é dada pra cada um aos onze anos de idade, de acordo com o que os anciãos observam deles, suas características, personalidades, gostos pessoais.



Durante alguns anos os alunos passam por um período de experimentação, como uma espécie de estágio mas voluntário: visitam hospitais, maternidades, profissionais, tudo com o intuito de achar o que gosta e dar uma pista para os anciãos de o que deveria ser quando crescer.



Mas o Jonas não consegue achar algo que o agrade completamente, nem algo que ele consiga se ver fazendo pro resto da vida. Mas quando chega dezembro e o dia da proclamação de quem vai ser o quê, Jonas é escolhido como o novo Recebedor.

Recebedores são raros de serem escolhidos e aceitar essa missão significa que o Doador da vez vai passar para o Jonas todas as memórias do mundo. A gente fica meio no ar até perceber o que isso significa:



Eles moram num futuro distante de nós e muitas coisas que nós conhecemos (coisas como trenó, por exemplo) eles não conhecem. Coisas boas e coisas ruins. E a realidade que eles vivem pouco a pouco vai perdendo a cor (quem ler ou assistir o filme, vem me dizer se sacou minha brincadeira!) e o Jonas começa a questionar tudo o que acontece, aconteceu e o que aconteceria se ele agisse diferente.



E esse é um ponto da história que eu adorei: o fato da Lois ter feito o Jonas uma pessoa normal, não alguma espécie de pessoa especial que tem um espírito questionador ou algo assim. Nada de extraordinário aconteceu com ele antes de ser escolhido como Recebedor. Tudo pareceu um super golpe de sorte que acabou mostrando que por mais perfeita que a realidade seja, ela tem uma rachadura em algum lugar.




Mas isso é papo pra um outro dia! E claro, sobre o filme também, então a gente ainda tem bastante conversa pela frente!
© Napolitano como meu pé - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: Elane Medeiros - Isaú Vargas.
Tecnologia Blogger.
imagem-logo